MGMG

início

Ir para Menu Ir para Conteúdo Ir para Busca Ir para Mapa Manual de Acessibilidade VLibras

  • Apresentação

    A Constituição da República Federativa do Brasil consagra, em seu artigo 216, §1º, que cabe ao Poder Público, com a colaboração da comunidade, promover e proteger o patrimônio cultural brasileiro, bem como a gestão da documentação.

    Alinhada com esse preceito constitucional e aproveitando as comemorações dos 25 anos de sua recriação, a Justiça Federal de Minas Gerais instituiu, por meio da edição do Ato n° 01, de 23 de outubro de 1992, o seu Centro de Preservação da Memória, como forma de garantir o conhecimento pelas futuras gerações, do papel por ela exercido no contexto socioeconômico e político do País.

    A louvável iniciativa, contudo, somente veio a ganhar contornos mais efetivos no ano de 2001, ocasião em que foram reunidos e catalogados os documentos e objetos que deram início à formação do acervo, ainda de maneira tímida ante a falta de recursos humanos e materiais que permitissem uma evolução significativa dos trabalhos.

     

    Espaço Memória JFMG

     

      A partir de 2015, entretanto, o tema ”Memória Institucional” ganhou novo impulso com a criação, por meio da Portaria Diref n° 010, de 19 de janeiro daquele ano, da Comissão de Implementação e Desenvolvimento do Centro de Referência da Memória da Justiça Federal na Seção Judiciária de Minas Gerais – CIDEM.

    A instituição da CIDEM permitiu que novos projetos pudessem ser implementados como, por exemplo, a criação deste espaço na web page da Justiça Federal e que é dedicado à exibição, para os públicos interno e externo, parte do acervo museológico e arquivístico do Centro de Memória, e que abrisse caminho para a criação de uma unidade administrativa totalmente voltada para a gestão documental e história da instituição, o NUGED.

     Espaço Memória JFMG

     

    O NUGED (Núcleo de Gestão Documental) foi criado pela Portaria n° 03, de 11 de janeiro de 2017, da Direção do Foro e veio com a missão de gerir a massa documental e de processos das unidades administrativas e judiciais, garantindo o acesso rápido e eficiente à informação, e uma gestão de arquivos e documentos obediente às normas e padrões da Administração pública e consolidar o conceito de preservação da memória da Justiça Federal em Minas Gerais.

    No dia 5 de dezembro de 2020, foi inaugurada a primeira exposição de longa duração do Centro de Memória Renato Martins Prates da Justiça Federal de Minas Gerais. A mostra recebeu o nome de "Justiça Federal em Minas-histórias e Personagens".

    O evento foi realizado em formato misto - parte presencial, restrito por motivo de segurança sanitária e, parte Virtual, por meio da plataforma Teams. O público acompanhou a cerimônia pelo canal da Justiça Federal de Minas Gerais no You Tube. 

    Visite a exposição em 3D através do Link  portfolio.my360.com.br/3d-model/centro-de-memoria-justica-federal-mg-2/fullscreen/

     O presente espaço na Internet é fruto desse esforço de oferecer a todos os interessados um pouco da trajetória da Justiça Federal em Minas Gerais ao longo desses 127 anos, desde sua criação, e possibilitar que as gerações presentes e futuras conheçam os fatos e personagens que construíram esta parte da Justiça brasileira que é a Justiça Federal de 1º Grau em Minas Gerais. 

     

     

Av. Álvares Cabral, nº 1805 – Santo Agostinho

CEP: 30170-001 Telefone: (0XX31)3501-1300

CNPJ: 05.452.786/0001-00