Tribunal Regional Federal da 1ª Região

início

Institucional

Símbolos do TRF

HINO DA JUSTIÇA FEDERAL DA 1ª REGIÃO

Portal do TRF1

HINO DA JUSTIÇA FEDERAL DA 1ª REGIÃO

hino.gif

A Corte Especial Administrativa deste tribunal foi unânime ao aprovar a escolha do Hino do TRF - 1ª Região durante sessão realizada no último dia 07 de fevereiro. O trabalho, apresentado sob o pseudônimo de Tristão e Isolda, de autoria de Sérgio Augusto Molina e Lílian Jacoto, ficou com a primeira colocação e recebeu um prêmio de R$10 mil reais. Em segundo lugar, "Lucena e Andrade", de autoria de Sinézio Nascimento Lucena e Davi Gomes de Andrade, recebeu o prêmio de R$5 mil reais.

A são ao espírito de justiça que se quer fortalecer no País e à força empreendedora do TRF - 1ª Região, promovendo a unidade jurisdicional, identidade cultural e histórica da Justiça Federal da 1ª Região e aspecto decisivo para a escolha do hino do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, além de letra poética, melodia, estrutura harmônica e forma musical.

A Comissão Qualificadora, formada por cinco Professores Doutores de notória especialização do Departamento de Música da Universidade de Brasília, pelo Maestro Titular da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais e de uma secretária para a Comissão analisou, minuciosamente, os 43 trabalhos classificados. Dos 55 inscritos, doze foram desclassificados por não atenderem a requisitos do Edital.

Além de apontar os dois melhores trabalhos, a Comissão indicou mais quatro para recebimento de Menção Honrosa, inscritos sob os pseudônimos Voz do Povo, de autoria de José Thomaz Filho e Antônio Carlos Leal Gastão; Capricórnio, de Ana Maria Oliveira Ramos e Wanda Lantelme Silva; Minuano, de Maria Alice da Silva Ramos e Rogério Imbuzeiro Barroso; e Esperança, de Sílvia Pulz Korbes.

Sérgio Augusto Molina

  • Violonista e Bacharel em Composição pela Universidade de São Paulo
  • Compositor e professor de música
  • Possui um CD solo e dois CDs de MPB lançados com o grupo Canastra

Lílian Jacoto

  • Licenciada, Mestra e Doutoranda em Letras, na área de concentração em Literatura Portuguesa, pela Universidade de São Paulo - USP
  • Professora de Literatura Portuguesa na USP
  • Autora de diversas publicações de recensão crítica

 

 

invisivel

HINO DA JUSTIÇA FEDERAL DA 1ª REGIÃO

Éjusto que o Brasil seja feliz

Que o apelo suplicante tenha voz

A lei não fecha os olhos nem se vê

Distante e isenta, a lei sustenta

O desvalido e legitima o seu querer

 

É justo que o Brasil se faça ouvir

Num fórum elevado e popular

 

Mas se tempera e se ajusta

No exercício do litígio singular

 

Afinal, somos tantos, diferentes

Cada qual, um país dentro de si

A balança da justiça alça

O vôo de um futuro convergente

Pra que, em paz, o Brasil se cumpra enfim.

 

É justo que o país possa sonhar

As glórias de quem tem os pés no chão

A lei põe seu rigor na vigilância

Do poder, para que a grande

Maioria trace os rumos da nação

 

É justo que o Brasil seja o juiz

Que enlace o Regimento à cor local

A Corte das sentenças confirmadas

É plural, e meritíssima é

A Toga da Primeira Região

Edifício Sede I: SAU/SUL Quadra 2, Bloco A, Praça dos Tribunais Superiores

CEP: 70070-900 Brasília/DF - Telefone: (61) 3314-5225

CNPJ: 03.658.507/0001-25