Cidadão doente, justiça premente

metadata.dc.description.resumo: Diante da constatação de que o deslocamento para a sede da Justiça Federal é mais penosa para os jurisidicionados doentes, o Centro Judiciário de Conciliação e a Coordenação dos Juizados Especiais Federais por meio da Portaria nº 7/GAJUC/JEFPI de 2016 (em anexo), conceberam e colocaram em prática o projeto "Cidadão doente, justiça premente", que funde dois momentos, que antes eram realizados separadamente: a perícia médica e a audiênciia de conciliação. Por meio de tal iniciativa, o jurisdicionado que se desloca para a Jutiça Federal para se submeter à perícia médica, havendo a constatação da incapacidade, é incluído no mesmo dia em pauta de audiência de conciliação e, em mais da metade dos casos, ja retorna para casa no fim do dia com a a notícia de que está assistido por um benefício previdenciário, seja auxílio-doença ou aposentadoria por invalidez.
Issue Date: 2017-05-30
metadata.dc.contributor.other: Seção Judiciária do Piauí (SJPI) - Centro Judiciário de Conciliação
metadata.dc.contributor.autoria: Marina Rocha Cavalcanti Barros Mendes (Juíza Federal)
Daniel Santos Rocha Sobral (Juiz Federal)
metadata.dc.relation.catprat: Inovação
metadata.dc.relation.tipoprat: Boa Prática
Appears in Collections:Banco de Boas Práticas
Please use this identifier to cite or link to this item:http://www.trf1.jus.br/dspace/handle/123/145302



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.